5 estratégias para atrair e manter contato com o headhunter

Confira algumas dicar de como se destacar na multidão, chamar a atenção de um headhunter e manter este contato ativo na sua rede.

size_590_aperto_de_mao

Todos os dias, headhunters recebem contatos de profissionais no mercado. De acordo com um deles, Fernando Paiva, diretor da Heads, apenas na rede social profissional LinkedIn são uma centena de novos convites ao dia.

Como se destacar em meio a tantas pessoas e fisgar o headhunter para a sua rede de contatos? É o que muita gente, interessada em participar de processos seletivos para novas oportunidades profissionais, gostaria de saber.

Por isso, EXAME.com pediu a ele que explicasse o que os profissionais que chamam a sua atenção costumam fazer e quais as dicas para ser mais estratégico nesse primeiro contato e aumentar as chances de sucesso. Confira:

Para atrair

1 – Filtre consultorias e encontre aquelas mais adequadas ao seu perfil

Basta pesquisar no Google para descobrir um sem-número de consultorias de recrutamento. Há aqueles que não pensam duas vezes e saem fazendo cadastro em todas elas. Quanto mais, melhor não é? Nada disso.

Paiva recomenda uma filtragem inicial. “Tem consultorias que trabalham com áreas, segmentos ou posições específicas no mercado”, diz.

De nada vai adiantar um candidato que deseja uma oportunidade de coordenador de varejo, fazer o cadastro em uma consultoria ficada em cargos de alta gerência executiva, por exemplo.

2 – Conheça o seu produto e atente ao currículo

O seu currículo transmite de forma clara e objetiva o seu potencial? “O candidato deve conhecer bem o seu produto e mostrar isso no seu currículo”, diz Paiva.

Resultados atingidos, principais atribuições dos últimos cargos entram no currículo. Pesquisa recente revelou que é melhor optar por verbos do que por adjetivos vazios e sem comprovação. O que você fez, de fato, vale mais do que o que você acreditar ser.

“O headhunter vai entrar em contato se o profissional conseguir mostrar seu diferencial de maneira estruturada”, diz Paiva que não recomenda que se escreva uma carta de apresentação enorme.

Lembre-se, cada fase de carreira pede um determinado tipo de currículo. Veja alguns modelos e escolha o certo para você.

3 – Entre em contato com o headhunter

O primeiro contato pode ser feito por email ou por meio do LinkedIn. Mas, mais uma vez é preciso se destacar no meio da multidão. “Ao mandar um convite padrão, será só mais um entre muitos”, diz Paiva.

O ideal é que haja uma oportunidade em aberto como motivação para esse contato. “Se for uma posição em aberto que o profissional viu no site e acha que tem o perfil já resolve”, diz ele. Mas, não é obrigatório. “Se ele estiver dentro do foco de busca da consultoria já ajuda também”, diz.

4 – Ajude-o para ser lembrado

Uma dica para quem já fez o primeiro contato e não quer sair do radar do headhunter é ajudá-lo. Muitas vezes o profissional não encontra uma oportunidade com o seu perfil, mas conhece alguém que tenha.

“Mandar uma mensagem dizendo que conhece uma pessoa e se oferecer para fazer essa ponte é muito bom e esse esforço vai ser reconhecido”, diz Paiva.

5 – Mantenha-o atualizado sobre suas conquistas de carreira

Uma promoção, uma mudança de área, uma pós-graduação que acaba de entrar para o seu currículo. São boas oportunidades para retomar o contato com o headhunter e mantê-lo a par da sua trajetória.

Claro, bom senso é bom e os headhunters gostam. Não seja insistente mandando mensagens a cada nova tarefa completada. Mas mudanças e conquistas mais robustas são caso sim de escrever uma mensagem, segundo Paiva.

Via EXAME

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>